sexta-feira, março 25, 2005

PÁSCOA

http://cpatrick20.tripod.com/

Prontes!!! Eu não era para dizer nada, mas após inúmeras mensagens de Feliz Páscoa de amigos e outros nem por isso, aqui fica a minha mensagem pascal:
Nada mau este fim-de-semana prolongado!
Comments-[ comments.]

quinta-feira, março 24, 2005

PARA A HIPATIA

Porque as palavras mais bonitas são as que não são escritas nem proferidas
Porque o que nos enriquece é a amizade, mesmo à distância
(dos olhos e dos quilómetros, não do coração)
Porque os sorrisos mais bonitos são os que a alma nos oferece sem pedir nada em troca
Que a tua voz nunca se perca no eco dos silêncios transparentes
PARABÉNS!!!


Peter Murphy só para ti :-)

Comments-[ comments.]

sábado, março 19, 2005

O AMOR OU A POESIA?



MIRÓ e SHOUT
O amor é cativante
Mas este cativa
Em demasia
Deixa-me ser festiva
Transbordante
De energia
Pois a dor é criativa
E a alma escorregadia
É habitante
Da terra que fica
Entre o amor sufocante
E a poesia
...
Queres que te escreva poesia?
Mas eu amo o amor...
Comments-[ comments.]

quinta-feira, março 10, 2005

VISTA SOBRE O NADA

A minha vida é um T1 Duplex.
No espaço térreo coloquei um sofá, onde me sento ao final dos sonhos, derrotada pelo cansaço de esperar que algo que tenho a certeza de que não saberei reconhecer aconteça.
A minha sala de estar apenas tem um sofá de um só lugar.
Ao subir as escadas em caracol que dão para o espaço superior, tropeço na escuridão até esbarrar na cama. Isto se me dou ao trabalho de subir.
O meu quarto apenas tem uma cama.
Quando a luminosidade espreita por entre as persianas (não tenho cortinas – se alguém estiver a espreitar à minha janela verá a minha casa tal como ela é. Moro é num último andar, tangente às nuvens, sem prédios nos arredores) eu entro no terraço.
O terraço debruça-se sobre um lago. Disseram-me um dia que a vista é linda. Eu não sei. Tenho vertigens.
Nunca vou ao terraço.
Gostava de te convidar para tomares um café no meu T1. Só que depois lembrei-me.
Não bebo café.

Perdi a chave do meu apartamento.


Perdoas-me pelo convite despropositado?
Comments-[ comments.]

terça-feira, março 08, 2005

MAIS PERTO DO CÉU

Maxfield Parrish
MUSE
Quando os corpos.
O meu. O teu. Os nossos
Se agitam e convulsam
em iminente delíquio,
vislumbro o oblíquo
pórtico esvoaçante
à àspera realidade
--------------
Quando os corpos
O meu. O teu. Os nossos
Se contorcem e sucumbem
à vertigem sibilosa
É silenciosa... Tão silenciosa...
A luz das nossas almas
Estou tão perto do céu...
Comments-[ comments.]

terça-feira, março 01, 2005

SOPRO

SADE




SOPRA EM MIM O AR QUE TE LEVITA

SOPRA ASSIM DEVAGAR

COMO SE ME FOSSES SALVAR

DE UMA MORTE EM VIDA...


Comments-[ comments.]

sábado, fevereiro 26, 2005

TUA LUA. MINHA CHEIA

FEIST

Comments-[ comments.]