quarta-feira, outubro 06, 2004

A triplicidade do amor

Muitas vezes dou por mim a pensar no amor (vezes demais...).
Uma vez um amigo meu disse-me que não é possível duas pessoas amarem ao mesmo tempo, simultaneamente. Eu concordo com ele (desilusões de amor?).. Concordo, mas talvez não pelos mesmos motivos.. É que, para mim, o amor é algo complicado, complexo. Senão vejamos a minha linha de pensamento...

O amor verdadeiro (ou o verdadeiro amor), na minha opinião, é um equilíbrio entre três energias:

AMOR AMIZADE PAIXÃO

Sem a existência destes três aspectos não se consegue alcançar o amor pleno entre duas pessoas. A paixão é de um nível mais básico, mais crú e significa o amor mais terreno, a atracção física que faz explodir emoções de foma descontrolada. Já a amizade possui uma natureza mais refinada, embora seja da mesma essência que o aspecto anterior. Simboliza o amor pela mente, pelo raciocínio da outra pessoa. O amor contém em si um conhecimento do outro mais profundo, pois aqui já amamos de forma mais espiritual (o conteúdo, o eu mais íntimo do outro).

E enquanto eu fico à espera da conjungação de tudo isto, outros amores vão passando por mim ...
Comments-[ comments.]