quarta-feira, janeiro 19, 2005

E AGORA?


www.marineart.com


Cheguei atrasada
Hesitei na bagagem
A levar para a viagem
Pois fiquei cismada
Na terra do amor
Faz lá frio ou há calor?

Cheguei atrasada
Perguntei a todos
Os corpos
Que encontrei pela estrada
Mas niguém conhecia
O país da alegria

Cheguei atrasada
Ao último navio
Que partiu
Esta madrugada
Para a cidade
A que chamam felicidade

Cheguei atrasada
Pensei em saltar
Por cima do mar
Mas afinal não fiz nada
Navio onde vais?
Ai que fiquei no cais


6 Comments:

Blogger eLP said...

Sendo a vontade muita porque não saltaste para a água e nadaste atrás do barco?
;)

10:34 da manhã  
Blogger nobody said...

Daria uma bela canção com a melodia apropriada!

12:28 da tarde  
Blogger X said...

Faz frio na terra do amor? Pensei que não gostavas do frio no amor.
Se não o apanhaste é porque não era esse o navio

10:20 da tarde  
Blogger Hipatia said...

Nem todos os barcos são nossos para apanhar e, alguns, felizmente, falhamos. Às vezes, ficar no cais dá origem a uma viagem ainda maior :)

Beijinho

10:31 da tarde  
Blogger Luis Duverge said...

Dar o salto para o barco do amor ?
Bem mais vale aprender a nadar,
ou ficar no cais, para o caso do
barco afundar.
Gostei do poema ... beijo e bom fds.

9:44 da manhã  
Blogger Caliope said...

el P:
Porque iria ao fundo... O peso das penas molhadas arrastar-me-ia para o fundo do mar ;-)
Beijinho

nobody:
Estás a dar-me música? ;-)
Beijo

X:
Nunca soube se faz frio ou calor... Quando lá chegar, saberei ;-)
Beijo

Hipatia:
Estou só a recuperar forças ;-)
Beijinho

Luis_Duverge:
Estava a pensar em voar... Se ainda me lembrar como ;-)
Beijinho

11:19 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Comments-[ comments.]