quinta-feira, janeiro 06, 2005

SER

Ser Mulher neste terreno
Veneno.
Curvilínea. Delicada.
Ser mar. Ser céu.
Macia. Perfumada
Ser voz adocicada
Ser num corpo que é o meu.

Ser Mulher neste tempo
Lamento.
Romântica. Ternura.
Ser utopia. Ser fantasia.
Ser passado que perdura.
Presente. Futura.
Ser numa alma escorregadia.

Ser Homem neste local
Desigual.
Arquitectado. Construído
Por pensamentos sem visão.
Ser habitado. Ser sentido.
Incompleto. Perdido.
Ser numa mente com opinião.

Ser Eu neste universo
Controverso.
Ser alguém. Ser ninguém.
Ser chão. Ser voo.
Viver sem que me cataloguem.
Não Mulher. Não Homem.
Eu apenas sou.

6 Comments:

Blogger Sandro said...

E ÉS muito bem.
E escreves ainda melhor!
Gostei muito!
Um beijo

4:09 da tarde  
Blogger CA said...

Seres tu. Apenas tu.
Perfeito.

Gostei.
Beijinho.

5:57 da tarde  
Blogger eLP said...

És assim e assim és bem.
Um abraço, el P

10:32 da tarde  
Blogger soldeinverno said...

que bem que escreves. que bela surpresa tive ao visitar-te acidentalmente vinda da roda dos ventos... continua. Volto sempre... Jinhuz

3:15 da tarde  
Blogger Hipatia said...

Basta ser "gente". O resto é acessório :)

7:18 da tarde  
Blogger Caliope said...

Sandro:
Obrigada pelas tuas palavras, embora eu não as mereça...
Um beijinho....
______________

CA:
Hoje em dia é uma tarefa difícil (esta de sermos apenas nós)
Beijinhos *
______________
el P:
E mais nada! LOL
Beijinhos grandes
_____________
soldeinverno:
Ainda bem que gostaste :-)
Volta sempre. Eu irei dar um passeio até ao teu cantinho.
Beijinhos
_______________

Hipatia:
Hum.. Humm.. Neste mundo há mais fantasmas e animais (irracionais) do que pessoas...
Beijos. Muitos. ***

9:30 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

Comments-[ comments.]