terça-feira, março 08, 2005

MAIS PERTO DO CÉU

Maxfield Parrish
MUSE
Quando os corpos.
O meu. O teu. Os nossos
Se agitam e convulsam
em iminente delíquio,
vislumbro o oblíquo
pórtico esvoaçante
à àspera realidade
--------------
Quando os corpos
O meu. O teu. Os nossos
Se contorcem e sucumbem
à vertigem sibilosa
É silenciosa... Tão silenciosa...
A luz das nossas almas
Estou tão perto do céu...
Comments-[ comments.]